Share with your friends!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O mel é o líquido amarelado a amarronzado. É doce e criado pelas pequenas abelhas zumbindo com o uso do néctar de uma flor. Sua intensidade de cor mede seu grau. Em geral, a cor desse líquido espesso, semelhante a cola e açucarado varia de dourado claro a marrom escuro. O mel em tons claros tem um sabor nitidamente mais suave, enquanto os mais escuros têm um sabor mais picante.

Você pode ter o mel não processado ou processado. No entanto, consumir matérias-primas pode ajudar a aliviar alergias sazonais. A substância semelhante ao xarope contém um alto nível de “açúcar simples”, cientificamente denominado monossacarídeos. Portanto, a sacarina ou sabor doce.

Benefícios para a saúde

Além de seu conteúdo rico em açúcar natural, o mel também contém propriedades que podem combater germes ou bactérias. É por isso que, além de ser um ingrediente favorito em algumas preparações alimentares, o mel também é amplamente utilizado na medicina moderna.

Além dos agentes antibacterianos, o mel também tem uma propriedade anti-séptica. Altamente aplicada no tratamento de feridas crônicas e no combate a infecções, a substância glutinosa é mais do que apenas um ingrediente de sabor doce. Com isso, vamos descobrir mais sobre seu impacto benéfico sobre nós.

  • Tratamento de feridas

O tratamento medicinal moderno considera o mel como uma cura para queimaduras e problemas relacionados a feridas. Estudos demonstraram que ele tem um efeito terapêutico significativo no tratamento de queimaduras. O seu uso como medicamento tópico provou ser relativamente mais barato que os antibióticos orais.

No entanto, especialistas em saúde alertaram os pais a evitarem dar mel aos bebês, pois isso pode resultar em intoxicação alimentar chamada botulismo.

  • Infecção de combate

O mel contém propriedades antibacterianas através da defensina-1, uma proteína que pode matar infecções bacterianas. Em um estudo recente realizado por um grupo de profissionais de saúde, especializado em doenças infecciosas, o mel pode ajudar a impedir que bactérias se instalem em nossos corpos.

  • Diminuir os sintomas e a duração da diarréia

As análises revelaram que o mel diminui os sintomas e a duração da diarréia. O mel também mostra um aumento significativo na ingestão de potássio e líquidos. Esses dois fatores são úteis para pessoas com diarréia. O mel também impede patógenos que causam diarréia.

  • Sintomas de alívio da tosse

O mel é um remédio natural para aliviar os sintomas da tosse e, portanto, altamente recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Outros profissionais de saúde reconheceram o mel em xarope como uma cura para a tosse. Assim, proporciona alívio.

  • Menor risco de doenças cardíacas e diabetes

Um alto nível de triglicerídeos pode aumentar o risco de doenças cardíacas e diabetes. Em várias pesquisas, consumir mel como substituto do açúcar processado pode diminuir o nível dos lipídios gordurosos. O mel fornece açúcar (simples) natural que o torna menos ruim. Assim, fornecendo uma boa fonte de açúcar, diminuindo o nível de glicose.

  • Fortalecer nosso sistema imunológico

O mel também é rico em muitos antioxidantes essenciais que são altamente relevantes para fortalecer nosso sistema imunológico. Os antioxidantes são notáveis ​​por seus efeitos efetivos no bloqueio de radicais livres que podem causar ruínas ou danos nas células do corpo. O mel de alta qualidade possui compostos fenólicos valiosos, o que também ajuda a reduzir os riscos de ataques cardíacos.

  • Aliviar a pressão sanguínea

Os antioxidantes presentes no mel também podem aliviar a pressão arterial. A pressão arterial irregular pode contribuir muito para várias doenças, como doenças cardíacas. O mel naturalmente doce e pegajoso contém antioxidantes que podem diminuir nossa pressão arterial.

  • Previne derrame

Com os nutrientes essenciais do mel para aliviar a pressão arterial, ele pode, portanto, prevenir ainda mais qualquer risco de derrame. A pressão alta causa coágulos sanguíneos que podem impedir o fluxo sanguíneo, levando a um derrame. Mas com as altas quantidades de antioxidantes do mel, isso pode ser evitado.

  • Melhora nosso bom nível de colesterol

Ter altos níveis de lipoproteínas de baixa densidade (LDL) pode contribuir muito para nossos riscos de doenças cardíacas. Esse colesterol ruim pode aumentar o acúmulo de lipídios gordurosos em nossas artérias, causando ataques cardíacos, pressão alta e derrames.

À medida que o mel diminui o nível de colesterol ruim (LDL), aumenta a quantidade de colesterol bom, lipoproteínas de alta densidade (HDL).

  • Promove a perda de peso

Devido à redução das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e à elevação das lipoproteínas de alta densidade (HDL) com seu conteúdo natural de açúcar, o mel também pode promover a perda de peso. O mel tem um nível mais baixo de açúcar em comparação com o açúcar processado. Por isso, ajuda a perder peso moderadamente.

  • Remédio para mau hálito

A medicina tradicional descobriu que misturar mel com outros remédios caseiros pode ajudar no tratamento de mau hálito na boca ou mau hálito e outros problemas de saúde. Você pode misturar uma colher de chá de mel com uma colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo de água. Você pode beber a mistura uma vez por dia por algum tempo até que seu mau odor desapareça.

  • Ajude a manter nossa pele saudável

O mel é rico em vários nutrientes essenciais, incluindo poderosos antioxidantes, que podem ajudar a manter nosso sistema imunológico saudável. Combate o estresse oxidativo no corpo e repara as células danificadas causadas pela liberação excessiva e desnecessária de radicais livres.

Com isso dito, o mel ajuda na promoção de uma pele saudável, combatendo tensões emocionais ou físicas (estresse) e outros fatores que causam fraqueza corporal.

Também ajuda a corrigir nossos problemas de sono, o que pode causar estresse e, portanto, leva ao enfraquecimento do sistema imunológico, o que pode causar ainda mais problemas relacionados à pele, como dermatite e eczema.

Ao dizer isso, muitas empresas farmacêuticas e de cosméticos hoje usam o mel como solução em seus produtos para tratar problemas de pele, como rachaduras, tamancos, espinhas, acne e problemas de pele seca.

Efeitos colaterais

Naturalmente, o mel é seguro para consumir ou usar por adultos e crianças. No entanto, apenas crianças com mais de um ano de idade devem usá-lo. O mel pode ajudar no tratamento de feridas, queimaduras, tosse, resfriados e outras condições de saúde, mas também pode impor alguns efeitos colaterais. Portanto, você não deve dar a bebês com menos de 1 ano de idade.

O mel pode causar intoxicação alimentar ou um grave problema gastrointestinal chamado botulismo. Os bebês jovens serão expostos ao clostridium perfringens ou às bactérias botulínicas que podem levar ao envenenamento devido ao nível de toxinas que ele contém, que os bebês não podem tomar.

Além disso, algumas pessoas também podem ter reações alérgicas ao mel. Existem elementos específicos no mel que podem reagir negativamente a um sistema imunológico altamente sensível e, portanto, podem causar reações graves ou adversas. Com isso, aqui estão alguns dos sintomas ou indicações de possíveis reações sensíveis ou efeitos colaterais do mel.

  • Fraqueza corporal
  • Tontura
  • Suor excessivo
  • Desmaio
  • Arritmia cardíaca
  • Náusea
  • Picada após aplicação tópica
  • Sintomas de asma, como chiado no peito
  • Vertigem
  • Vômito

A ingestão excessiva de mel também pode causar aumento da pressão arterial. No entanto, não há nenhuma prova ou evidência tangível apresentada de que o mel possa ter interações negativas com prescrições de medicamentos ou medicamentos.

Informação nutricional

Em uma colher de sopa ou 21 gramas de mel, ele contém 64 calorias, 0,8 miligrama de sódio, 10,9 miligramas de potássio, 0,1 grama de proteína e 17 gramas de carboidrato (0 grama de fibra dietética e 17 gramas de açúcar). 

Os valores apresentados estão de acordo com um plano de dieta diária de 2.000 calorias. Nossos valores diários variam de acordo com nossas necessidades.

Para um 100 gramas de mel, ele contém 304 calorias, 4 miligramas de sódio, 52 miligramas de potássio, 0,3 gramas de proteína, 2% de ferro e 82 gramas de carboidratos (0,2 gramas de fibra dietética e 82 gramas de açúcar).

Quando você tem um pacote de mel equivalente a 0,5 onça ou 14 gramas de peso, pode obter 43 calorias, 0,6 miligrama de sódio, 7,3 miligrama de potássio e 12 gramas de carboidrato (0 grama de fibra alimentar e 11 gramas de açúcar).

Além disso, uma xícara ou 339 gramas de mel contém 1031 calorias, 13,6 miligramas de sódio, 176,3 miligramas de potássio, 1 grama de proteína, 2% de cálcio, 7% de ferro, 2% de vitamina C, 5% de vitamina B-6, 1% de magnésio e 279 gramas de carboidratos (0,7 grama de fibra alimentar e 278 gramas de açúcar).

Esses fatos nutricionais são baseados no plano de dieta diária de 2.000 calorias.

Que grupo de alimentos é mel?

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) não considera o mel como alimento. As diretrizes não classificaram o mel como uma fruta ou um vegetal. No entanto, é altamente considerado como um açúcar adicionado. Pode ser adicionado como adoçante orgânico ou não processado em vários produtos alimentícios e bebidas. O mel faz parte do grupo de açúcar mascavo e xarope de milho.

O que exatamente é o mel?

Tecnicamente, o mel é o líquido espesso, pegajoso e doce que vem da cor amarela à laranja. As minúsculas abelhas zumbiam produziam o mel, que elas criavam através do néctar que extraíam das várias plantas com flores. Geralmente, as abelhas tomam o néctar das flores e outras plantas através da polinização, usando suas línguas em forma de tubo.

O mel expira?

O mel não expira. De fato, é o único aditivo em alimentos e bebidas que não estraga após tanto tempo. No entanto, com o passar do tempo, ele pode se cristalizar ou se tornar mais espesso e nublado.

Sempre que isso acontecer, basta abrir o pote e colocá-lo em uma panela ou panela de água e aquecê-lo em fogo baixo até ver o mel retornando à sua textura original.

Você também pode usar o microondas no aquecimento do pote de mel para restaurar sua consistência natural. Um lembrete rápido: transfira o mel para outro recipiente, se estiver dentro de um frasco plástico antes de aquecê-lo. Por fim, não deixe a água ferver, pois pode eliminar as enzimas saudáveis ​​para nós.

Como podemos identificar o mel puro?

Identificar se o mel que compramos é puro ou não é imperativamente benéfico para nós. Portanto, se você quiser aproveitar os nutrientes do mel autêntico, verifique se o que você tem é puro. Existem vários testes que você pode fazer para garantir que possui o puro.

As etiquetas na garrafa de mel dirão se é pura ou não. Além disso, você também pode executar um teste de polegar. Você pode obter uma pequena quantidade de mel. Ao fazer isso, você poderá ver e sentir a consistência do mel. Se não derramar, espalhar ou ficar preso no polegar, é puro.

Conclusão

No geral, o mel é mais do que apenas uma substância semelhante a xarope que gostamos de adicionar em nossas bebidas ou preparações alimentares. Ele vem com muitos nutrientes que fornecem muitos benefícios à saúde. Os especialistas em saúde consideram o mel um tratamento eficaz para feridas e queimaduras devido às suas propriedades antibacterianas.

O mel está presente no mundo medicinal há décadas. Com seu conteúdo simples de açúcar, o mel pode substituir o açúcar processado em nossas refeições. Portanto, é uma escolha mais saudável para nós quando precisamos comer um pouco de doce em nossa comida ou bebida.

O mel também pode criar um efeito acastanhado e umidade extra em nossas receitas, tornando-o ainda mais saboroso. Finalmente, adultos e crianças com mais de 12 meses de idade podem consumir mel. 

No entanto, não deve ser administrado a bebês com menos de um ano de idade, pois pode envenená-los devido ao seu conteúdo bacteriano, o que não é bom para os bebês.

Categorias: saúde

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *